terça-feira, 14 de setembro de 2010

CANSAÇO DURANTE EXERCÍCIO PODE SER SINAL DE PROBLEMAS






Um, dois, três, quatro. Quatro, três, dois, um! De novo: um, dois, três, qua-tro, trêeees, d-o-i-s.... Afê.

Não aguento, chega! Parece engraçado, mas essa sensação de cansaço é muito comum e atrapalha muita gente na hora de treinar.

Falta de preparo físico, respiração errada, pouco descanso, desidratação e alimentação incorreta são algumas das principais causas do problema.

Muita gente começa a treinar achando que a quantidade de exercícios interfere no resultado final e daí exagera na medida, descansam pouco, treinando demais e assim comprometem a saúde. Se o problema é a falta de preparo físico, o treino tem que ser gradativo.

Para que o aluno melhore o rendimento, não basta ficar sempre na mesma intensidade. É necessário que comece a receber pequenos estímulos para que a frequência cardíaca varie entre a alta e a normal. Só assim o condicionamento físico vai melhorar e o aluno vai poder dar adeus ao cansaço.

O primeiro passo

· Procura um médico para um check up, somente com o aval de seu médico, você deve começar a se exercitar.

· Faça uma avaliação física antes de iniciar o treino. É por meio dela que detectamos o treino mais adequado. A avaliação é simples e pode ser feita na academia, hospital, laboratório ou clube.

· Com a avaliação, podemos programar a intensidade e a potência do treino, sem prejuízos para a saúde.

· O programa de treinamento deve ser progressivo, ou seja, avançar de acordo com o nível de condicionamento físico e necessidade do aluno.

Você sabe como está a sua pressão?

A pressão sanguínea demonstra a resistência do seu coração. Se você tem um melhor condicionamento físico, em decorrência da prática regular de exercícios físicos, e segue uma alimentação balanceada, a pressão fica mais baixa.

Por isso, o exercício é um ótimo aliado para prevenir e controlar a pressão alta. Durante o exercício físico, a pressão tende a subir, mas o nosso organismo se adapta a situação, permitindo a dilatação ou constrição dos vasos sanguíneos, ajudando a mantê-la estável. Se ela se alterar muito, é sinal de que tem algo errado com o seu organismo.

Nível de ferro

Um dos motivos para o cansaço que impossibilita a manutenção do nível de esforço pode ser a ocorrência de anemia, que se caracteriza pela baixa quantidade de ferro no organismo. O médico deverá interpretar o seu exame para decidir se você deve ou não treinar e qual seria a intensidade do treino.

Nível de colesterol

Ele também indica como anda seu coração, e se as taxas de gordura no sangue não estão elevadas ao ponto de obstruir as artérias e aumentar a pressão sanguínea.

Gordura corporal

Se os índices de gordura corporal forem altos, a tendência é que a pessoa sinta mais cansaço até voltar ao peso ideal. O ideal é que o profissional de educação física e o profissional de nutrição trabalhem juntos para não deixar que o atleta exagere na dose de exercícios e comprometa a saúde.

Depois do check up, o treino.


1. Comece devagar, faça exercícios de 3 a 4 vezes por semana em dias alternados e vá aumentando a intensidade e os dias de exercício.

2. Mantenha uma rotina de 4 a 6 vezes por semana de exercícios regularmente.

3. Faça um bom aquecimento antes dos exercícios e alongamento depois do treino.

4. Beba água na quantidade certa. A hidratação é fundamental para repor líquidos e nutrientes, perdidos durante os exercícios.

5. Use roupas e calçados apropriados para a atividade que você irá fazer. As roupas devem ser leves. Se forem pesadas e muito quentes, poderão aumentar o cansaço durante o exercício. O mesmo serve para os calçados. Se forem inadequados, poderão incomodar e até machucar os pés durante e depois do exercício e causar cansaço em excesso.

6. Use boné, óculos e protetor solar se você estiver treinando na rua e prefira um horário em que o sol está mais fraco.

7. Respeite o seu limite e período de descanso de acordo com o seu nível de condicionamento físico e a atividade praticada.

8. Respire pela boca, pois há um maior fluxo de oxigênio. Quanto mais intenso, mais curta se torna a respiração. É importante fazer exercícios respiratórios para melhorar o seu fluxo respiratório. O yoga é uma boa dica para melhorar a respiração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário