quinta-feira, 4 de julho de 2013

COMO CONTRATAR UM PERSONAL


Atualmente o termo "personal" está dando um certo status para uma profissão conhecida há muito tempo: o velho, mas eficiente, professor particular.
Hoje em dia, temos professores particulares para quase todo tipo de coisa, até para aprender a se vestir! Mas vou falar particularmente do personal trainer, que é o profissional de educação física (bacharelado), mas com especialização na área de treinamento individual ou personalizado. Digo eficiente, porque normalmente as pessoas procuram o particular quando percebem que não estão tendo resultados satisfatórios numa aula normal ou treinando sem acompanhamento.
Realmente por mais competente que seja o profissional, não é possível dar total atenção a cada cliente, com a sala de musculação cheia. E é aí que está a diferença: o personal trainer estará lhe dando atenção exclusiva o tempo todo. Quanto mais tempo juntos com o personal, mais informações vocês estarão trocando e assim, mais dados a seu respeito ele vai ter. Isso é muito importante e vai permitir que ele lhe oriente de forma muito mais abrangente, considerando inclusive, seu estado psicológico, seu humor, etc. A partir daí que os resultados serão mais facilmente alcançados. Para que o personal chegue a esse ponto, é claro que é necessário que haja muita confiança entre profissional/cliente.
Como contratar então, uma pessoa em quem você vai confiar seu corpo e sua saúde? Alguém para lhe ensinar a conhecer e cuidar de si mesmo? Uma escolha mal feita pode acarretar danos à sua saúde e com a abertura desse mercado, infelizmente, muitos sem a qualificação necessária, estão oferecendo esse serviço. Por isso antes de qualquer contratação, certifique-se que o profissional tem formação universitária em Educação Física (bacharelado), especialização em "personal training" e verifique suas referências. Você também pode consultar o Conselho estadual de Educação Física (CREF1).
O personal trainer deve ter conhecimento nas áreas de anatomia, fisiologia do exercício, biomecânica, avaliação física, psicologia do esporte, e conhecimento específico para a prescrição de exercícios para grupos especiais (como pessoas com cardiopatias, hipertensos, obesos, etc). Deve estar preparado para trabalhar com as necessidades específicas de cada um e respeitando suas individualidades biológicas; fazer um trabalho multidisciplinar, sempre em conjunto com o médico, o nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo ou qualquer outro profissional da área da saúde que seja necessário dentro dos objetivos do cliente.
O personal trainer não exige lugar específico para trabalhar, e nem promete resultados milagrosos. Deve ser um bom ouvinte e estar sempre atenta a sua solicitação. O bom profissional está sempre atualizado e embasado em pesquisas científicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário