quarta-feira, 14 de abril de 2010

TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO




A maioria das pessoas que apresentam hipertensão arterial não tem sintomas. Por isso é chamada de "doença silenciosa". Apesar da ausência de sintomas, a pressão arterial elevada pode causa danos a seu corpo. Para se detectar a hipertensão arterial, deve-se checar sempre a pressão em postos de saúde ou durante check-ups rotineiros. Uma vez detectada a hipertensão, algumas medidas devem ser tomadas:


1. Consultar-se regularmente com o médico contando-lhe sobre qualquer alteração.


2. Seguir rigorosamente os horários e a dosagem da medicação prescrita por seu médico.


3. Caso recomendado pelo médico, aprenda a medir sua própria pressão para um melhor acompanhamento das variações da pressão durante o dia.


Geralmente, a tentativa de controle da hipertensão se dá por mudanças de alguns hábitos e/ou por administração de medicamentos.

Algumas coisas geralmente recomendadas são: parar de fumar, fazer exercício físico, controlar a ingesta diária de sal, diminuir os alimentos gordurosos ricos em colesterol, evitar stress emocional, manter o peso, etc.


A medicação disponível para controlar a hipertensão apresenta-se como subtipos de drogas, cada um com um principio de ação. Existem drogas como diuréticos, os beta-bloqueadores (propanolol) e os bloqueadores de cálcio (verapamil e nifedipina). Além dessas drogas, existem também os inibidores enzimáticos, como o captopril. Cada um desses medicamentos tem um mecanismo de atuação diferente do outro, mas todos conduzem a uma diminuição da pressão arterial. Cabe ao seu médico avaliar qual é o mais indicado para o seu caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário